Close

Solução para identificação, triagem e informações do COVID-19, nas populações quando as cidades estão em quarentena.

Trata-se de uma solução voltada para pacientes e profissionais de saúde.

Será dividida em 3 partes:

• Aplicativo em Inteligência artificial para triagem de pacientes.

• Solução em Inteligência artificial para profissionais de saúde, para verificar artigos científicos.

• Cruzamento das informações obtida com a triagem com os dados dos artigos científicos através de Big Date, e inteligência artificial.

A identificação do COVID-19 pode ser mais rápida através da estrutura de Inteligência Artificial, usando uma pesquisa por telemovél ou web nas populações quando as cidades estão em quarentena.

Agentes Infeciosos novos e emergentes são um problema significativo para a saúde pública global e a tecnologia pode ajudar na identificação mais rápida de possíveis casos para trazer intervenções oportunas. Isto é especialmente verdade para doenças virais que são fácil e prontamente transmissíveis e têm períodos de infectividade assintomáticos.

O Coronavírus (SARSCoV2) descrito em dezembro de 2019 (COVID-19) resultou em grandes quarentenas em todo o mundo para evitar uma maior disseminação.

Em 20 de março de 2020, os dados situacionais da Organização Mundial da Saúde indicam que havia cerca de 209830 casos confirmados, incluindo 8778 mortes por COVID-19, incluindo casos em 168 países. Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças e a Organização Mundial da Saúde emitiram diretrizes provisórias para proteger a população e tentar impedir a disseminação adicional do COVID-19 de indivíduos infectados.

De modo a reduzir o tempo de identificação de uma pessoa sob investigação para a infecção por COVID-19 e o rápido isolamento desse indivíduo, propomos coletar o histórico básico de viagens, com as manifestações mais comuns usando um telemóvel ou acessando online. Esses dados coletados podem ser usados para auxiliar na triagem preliminar e na identificação precoce de possíveis indivíduos infectados com COVID-19.

Milhares de pontos de dados podem ser coletados e processados por uma estrutura de inteligência artificial (IA) que pode, em última análise, avaliar indivíduos que podem estar infectados e classificar em risco, risco mínimo, risco moderado e alto risco de serem infectados pelo vírus. A identificação dos casos de alto risco pode ser colocada em quarentena mais cedo, diminuindo a hipótese de propagação.

O algoritmo de IA identificar possíveis casos e envia alertas ao centro de saúde mais próximo, bem como ao paciente para uma visita imediata à saúde, caso o entrevistado não consiga ir ao centro de saúde, o departamento de saúde poderá enviar um alerta a uma unidade móvel de saúde, para que possa fazer avaliações. Se um paciente não tiver um risco imediato de apresentar sintomas ou sinais relacionados à infecção viral, o alerta de saúde baseado em IA será enviado ao entrevistado para notificá-lo de que não há risco atual de COVID-2019.

Os dados gravados do algoritmo usando sinais e sintomas serão coletados antes dos grupos que receberam alertas para possível identificação e avaliação e para respondentes não identificados. A análise ampliada proposta ajudará a entender se existe alguma associação com diferentes variáveis sociodemográficas e as manifestações como febre, sinais e infecções respiratórias inferiores, incluindo sintomas em indivíduos definidos como com e sem possível infecção.

As aplicações de IA e aprendizagem profunda argumentaram ser ferramentas úteis para auxiliar o diagnóstico e a tomada de decisão sobre o tratamento. No entanto, é necessário aplicar essas técnicas em tempo hábil para obter resultados mais rápidos. Além da relação custo-benefício, a modelagem proposta será de grande ajuda para identificar e controlar quando as populações são fechadas devido à propagação do vírus. Além desses, nosso algoritmo proposto pode ser facilmente estendido para identificar indivíduos que possam apresentar sintomas e sinais leves.

Para saber mais do projecto acesse: http://coronav.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *